fbpx

Mioma Uterino

Ilustração de um útero acometido por miomas.

O que é?

Miomas ou fibromas são tumores benignos localizados no útero. Caracterizados pelo enovelamento das fibras musculares, geralmente localizam-se no trato genital, possuem coloração esbranquiçada e consistência firme. 

Há quatro tipos mais comuns de miomas:

  • Miomas Subserosos

  • Miomas Intramurais

  • Miomas Submucosos

  • Miomas Pediculados

O fibroma é uma doença que afeta cerca de 50% das mulheres e tende a acometer principalmente mulheres negras. Outros fatores que elevam a propensão de seu desenvolvimento são a obesidade, hábito alimentares pouco saudáveis, consumo de bebidas alcoólicas, início precoce da menstruação e a nuliparidade (não ter filhos).


A maior incidência de miomas ocorre no período máximo da reprodutividade feminina, até a chegada da menopausa. Por isso, considera-se que o estrogênio e a progesterona têm papel central no desenvolvimento dessa doença.

Sintomas:

A maioria das mulheres não relatam qualquer sinal da doença, mas dependendo do tamanho, da quantidade e da localização do mioma é possível apresentar os seguintes sintomas:

  • Sangramento uterino anormal;

  • Pressão na bexiga;

  • Dor no abdômen;

  • Dor lombar;

  • Dificuldade para engravidar;

  • Dor pélvica com hemorragia.

  • Dor durante as relações sexuais

  • Dificuldade em esvaziar a bexiga

  • Prisão de ventre

Diagnóstico:

Os miomas geralmente são assintomáticos e, por isso, muitas mulheres somente descobrem que sofrem dessa condição clínica em exames de rotina.

Pode ser que o médico suspeite da ocorrência de miomas ao realizar o exame pélvico. Caso isso aconteça é bastante comum que sejam pedidos exames de imagem, como a ultrassonografia transvaginal e a histerossonografia, para confirmar a existência dos nódulos. 

Na hipótese dos resultados desses exames serem inconclusivos, o mais indicado é que seja realizada uma ressonância magnética.

Tratamentos:

Os tratamentos indicados para miomas uterinos variam entre medicamentosos e cirúrgicos que dependem da situação de cada paciente. Portanto, somente um profissional especializado pode indicar qual a melhor opção para tratar as lesões.

Os remédios podem ser prescritos para alívio dos sintomas e diminuição dos miomas. Entretanto, não há a possibilidade de diminuir um mioma de forma definitiva apenas com medicamentos, portanto são utilizados para monitorar e conter casos menos complexos.

Quanto às intervenções cirúrgicas elas são, via de regra, duas: miomectomia (retirada dos miomas) e histerectomia (retirada do útero).

Esses métodos costumam ser indicados para pacientes que apresentam as seguintes características:

 

  • Dores persistentes e agudas

  • Miomas que crescem de maneira acelerada

  • Miomas muito grandes e que afetam a qualidade de vida da paciente

  • Sangramentos contínuos que se repetem mesmo com o uso de remédios

  • Mulheres que queiram engravidar e são impossibilitadas pelas lesões

É fundamental o acompanhamento médico para uma avaliação adequada. Os exames de rotina são imprescindíveis para que os miomas possam ser detectados de maneira precoce. Agende uma consulta com seu médico de confiança.