Endometriose, Ansiedade e Insônia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Endometriose, Ansiedade e Insônia


Endometriose, ansiedade e insônia muitas vezes andam juntas. No artigo de hoje iremos compartilhar com você o relato de uma paciente sobre como ela enfrenta esses problemas. Confira!


Conviver com endometriose definitivamente não é fácil. Não há um dia em que eu não me sinta exausta. O meu cotidiano se resume a lutar contra um forte desejo de retornar ao espaço confortável sob meu edredom, com minha bolsa de água quente e alguns pijamas macios. No entanto, esse local seguro também é o campo de batalha para minha luta contra a insônia. E, curiosamente, não estou sozinha. Muitas pacientes com endometriose sofrem de interrupções do sono.

Às vezes, é uma insônia completa, o que significa que fico acordada por horas ou a noite inteira. Em outras ocasiões, eu luto imensamente para adormecer. Sei que essas interrupções do sono estão ligadas às alterações hormonais. Há noites em que elas resultam em flutuações na temperatura do meu corpo que tendem a me deixar inquieta. No entanto, na maioria das vezes, o que me impede de dormir um pouco é a ansiedade, uma questão hormonal e emocional.

Eu tentei quase tudo: aplicativos de meditação, podcasts, óleo de lavanda, até mesmo levantar e lavar roupa. No entanto, os pensamentos cíclicos persistem, alimentando minha ansiedade. Acontece que, quando você tem endometriose, tudo isso é bastante normal.

O que é essa dor?

Os pensamentos em meu cérebro às vezes podem viajar em uma velocidade alucinante, especialmente quando sinto qualquer mudança física, por menor que seja. “Estou ficando menstruada? Estou ovulando? É minha bexiga, agindo de novo?” 

Facilmente, me torno a versão humana da pesquisa do Google e entro em pânico. É difícil encontrar um lugar tranquilo, quando você tem uma doença que se manifesta em sintomas diferentes, o tempo todo. Não importa que eu diga a mim mesma que provavelmente não é nada, ou que há pouco a ser feito a menos que consulte um médico. Qualquer sentimento no meu corpo tem a capacidade de disparar minha ansiedade e, quase literalmente, manter meus olhos abertos.

Por que estou inchada?

Meu estômago inchado pode ser outra causa de inquietação. Não apenas porque é desconfortável, mas porque minha mente vai naturalmente passar por cada refeição, analisando cada ingrediente, tentando encontrar o culpado. Às vezes, não há gatilhos claros que possam ter iniciado o desconforto. Meu cérebro vai me manter acordada, enquanto eu considero o que comer no dia seguinte para que minha barriga pare de doer.

Gerenciando ansiedade e insônia

Como minha interrupção do sono é uma coisa diária, desenvolvi algumas maneiras de gerenciá-la ao longo do tempo. Abaixo compartilho algumas dessas dicas:

  • Evitar a todo custo as mídias sociais uma hora antes de ir para a cama:

    A luz de qualquer tela pode superestimular nossos sentidos sem que percebamos. É por isso que, embora eu mantenha meu telefone perto da minha cama (é meu despertador, um mau hábito que devo mudar), ativo o modo avião e deixo ele longe do fácil acesso.
  • Fazer refeições leves à noite:

    Comecei a comer minha maior refeição no meio do dia, em vez de tarde da noite. Embora isso nem sempre possa ser feito – por exemplo, quando socializo e janto fora – isso mudou minha vida. Agora vou para a cama quase todas as noites sem me sentir inchada. Se meu estômago estiver quieto, é provável que eu durma bem rápido.
  • Anote os afazeres diários em uma lista


Sejam consultas médicas, lembretes para renovar minhas receitas ou apenas tarefas chatas que preciso fazer, se estiver escrito, está fora do meu cérebro. E eu realmente quero dizer anotar no papel. Qualquer versão eletrônica de um calendário ou de um diário, é mais um motivo para olhar meu celular, e outro ponto de insônia.

Essas dicas podem não funcionar para todas as mulheres. Às vezes, eles nem funcionam em mim, especialmente se estou sofrendo de um surto difícil de endometriose. Mas isso me ajuda a minimizar as noites que passo acordada e, neste momento, preciso de todo o sono possível.

Não esqueça de consultar seu médico de confiança ao perceber os primeiros sinais de endometriose, insônia e ansiedade.