fbpx

Complicações da Endometriose

Complicações da Endometriose


Neste artigo nós iremos apresentar as complicações da endometriose e seus principais sintomas. Vale a leitura.

Ao serem acometidas pela endometriose, é comum que as pacientes desenvolvam complicações adicionais. As complicações da endometriose podem estar relacionadas ao sistema reprodutivo ou podem se estender ainda mais por todo o corpo.

A fim de ter uma melhor noção da vida com endometriose, profissionais da saúde dos Estados Unidos realizaram em 2018 a chamada Pesquisa de Endometriose na América. Mais de 1.200 mulheres com endometriose ou sintomas relacionados à doença participaram do estudo, que abordou tópicos como diagnóstico, qualidade de vida, relacionamentos, experiências de tratamento e gerenciamento de sintomas.

O resultado foi, de certa forma, alarmante, pois mais de 95% das entrevistadas relataram ter complicações associadas à endometriose, incluindo as seguintes:

Problemas de bexiga e/ou intestino

Além da endometriose, mais de 70% das entrevistadas relataram ter problemas de bexiga e/ou intestino. As alterações assumem muitas formas, como queimação ao urinar, aumento da frequência urinária, perda da capacidade de controlar a bexiga e dor abdominal, constipação, diarreia e dor ou esforço ao tentar evacuar. 

Esses problemas podem estar relacionados à endometriose ou podem ser devido a outro problema subjacente, como a síndrome do intestino irritável. As complicações de bexiga e/ou intestino podem ser causadas por lesões de endometriose, ou aderências (faixas de tecido cicatricial) crescendo na bexiga ou no intestino e prejudicando sua função. 

Os sintomas relacionados acima também podem ser causados ​​pela inflamação constante na região pélvica causada pela endometriose.

Endometriomas (cistos ovarianos)

Quase 65% das entrevistadas relataram ter endometriomas. Os endometriomas, também denominadas cistos ovarianos ou cistos de chocolate, são lesões cheias de sangue velho com endometriose em suas paredes. Esses cistos podem crescer ou se romper e, em alguns casos, eles podem afetar a fertilidade da mulher.

Aderências

Mais de 50% das pacientes que participaram do estudo relataram ter sofrido com essa categoria de lesão. As aderências são faixas de tecido cicatricial que se desenvolvem como resultado da endometriose. 

O tecido semelhante ao endométrio que está presente na pelve engrossa e se decompõe, no entanto, ao contrário do tecido endometrial real (presente no interior do útero) não há lugar para que ele e o sangue relacionado escapem. Muitas vezes o resultado desse processo é o desenvolvimento de tecido cicatricial, que pode continuar a crescer em aderências.

Por fim, as aderências podem causar dor abdominal e problemas na bexiga e no intestino, além de afetar a fertilidade.

Infertilidade e complicações na gravidez

Aproximadamente 46% das entrevistadas relataram ter dificuldades para engravidar e quase 30% relataram complicações na gravidez enquanto lutavam contra a endometriose. As complicações na gestação relatadas incluíram aborto espontâneo, placenta prévia (onde a placenta cobre o colo do útero durante o parto), parto prematuro, cesariana e gravidez ectópica, entre outros possíveis problemas.

Embora o aparecimento de lesões endometrióticas possam afetar a fertilidade de uma mulher e ter o potencial de causar problemas durante a gravidez, é importante notar que nem todas as mulheres com endometriose terão dificuldades em engravidar e, inclusive, podem ter uma gravidez saudável. Se você tem endometriose e está tentando engravidar, entre em contato com seu médico para obter mais informações.

Cistite intersticial (síndrome da bexiga dolorosa)

A cistite intersticial também está entre as complicações da endometriose sendo relatada por quase 40% das entrevistadas. A cistite intersticial também é chamada síndrome da bexiga dolorosa e muitas vezes causa uma sensação de pressão na bexiga, bem como dor na região do órgão e dor pélvica, entre outros sintomas. Embora a causa exata da cistite intersticial seja desconhecida, descobriu-se que ela ocorre regularmente em mulheres com endometriose.

Anemia

Das entrevistadas da pesquisa, 36% relataram ter desenvolvido quadros de anemia relacionados à endometriose. A anemia é uma condição onde o corpo não tem glóbulos vermelhos suficientes para transportar hemoglobina (uma proteína rica em ferro) por todo o organismo. Também é possível que haja glóbulos vermelhos suficientes no corpo, no entanto, eles não estão funcionando da maneira que deveriam.

Os sinais comuns de anemia incluem fraqueza, tontura, dor de cabeça, mãos ou pés frios, dor no peito e falta de ar, entre outros sintomas. Caso você esteja com algum desses sintomas, converse com seu médico de confiança para ele poder determinar seu estado de anemia e a causa específica.

Outras complicações da endometriose

Mais de 10% das entrevistadas relataram que experimentaram outras complicações relacionadas à endometriose. Algumas dessas complicações incluem:

Se você estiver enfrentando alguma das complicações listadas acima, é fundamental entrar em contato com profissionais da saúde em que você confie para realizar uma investigação aprofundada sobre seu estado geral de saúde.

Lembre-se que a jornada do diagnóstico de endometriose pode levar até 7 anos para ser concluída. Não espere para cuidar do seu corpo.